O dia em que a terra parou

0
904

O juiz Sérgio Moro colocou em nossas mãos a balança da Justiça. Ele não pode mais julgar o ladrão que fugiu para o ministério, mas deu a ferramenta para o povo brasileiro. Um ato heroico, nobre e que deve ser lembrado pro resto da nossa história.

Quem imaginaria que, dias após as maiores manifestações do Brasil, estaríamos de volta às ruas? Sem convocação com meses deantecedência, sem sindicatos, sem dinheiro, sem mortadela, sem nada mas ao mesmo tempo com o que importa: honestidade e vontade de tomar as rédeas da nossa história. E coragem, muita coragem.

Sérgio Moro, o maior enxadrista brasileiro, colocou, mais uma vez, sua própria vida em risco ao liberar o sigilo da Lava Jato e brindar a sociedade brasileira com os fatos que nossos governantes escondem de nós. Fez isso com a consciência dos poucos seres humanos que sabem de sua importância diante das circunstâncias em que vivem. E o fez não por ego ou vaidade, ao contrário, o fez por nós.

Lula, em sua megalomania histórica, desta vez grampeada, destruiu o Congresso, o STF, a Justiça como um todo, o próprio Moro e mais uma centena de atores do cenário nacional. Se essas pessoas e instituições citadas não contra atacarem, seus nomes e reputações estarão junto de Lula no lixo da história brasileira.

Obrigado, Sérgio Moro. A sociedade brasileira lutará a batalha que você foi impedido de continuar.