A Venezuela sangra e o PT aplaude

0
3984

 

 

 

Cumplicidade com sangue alheio
Cumplicidade com sangue alheio – Clique na imagem para aumentar
Vítima, com sangue próprio.
Vítima, com sangue próprio.

 

Na foto de cima, nota de apoio do PT ao regime venezuelano, após a prisão/sequestro de Antonio Ledezma, prefeito de Caracas, o que torna esta nota um motivo de vergonha ainda maior para nosso país. Na foto de baixo, foto de Kluiver Roa, venezuelano de 14 anos, atingido na cabeça por um tiro, hoje. Rui Falcão, presidente do Partido dos Trabalhadores, é o retrato da cumplicidade criminosa e imoral de nosso governo, acompanhado por Dilma e Lula. No último dia 30 de Janeiro, o governo de Maduro liberou o uso de armas letais para reprimir protestos; aqui, no Brasil, não houve um ruído de nosso governo contra este absurdo. Era difícil de prever que aconteceriam tragédias? Mesmo que se descubra que Kluiver seja partidário chavista, ou um mero transeunte anônimo, só aconteceu com a anuência de Maduro, presidente discípulo de Chávez.

Lula tem inveja de Chávez, lá, ele conseguiu destruir o país com muito mais controle estatal, distribuindo “benefícios” similares ao Bolsa Família, importou mão de obra escrava cubana,médicos e professores, além de treinamento de tropas venezuelanas por agentes cubanos. A Venezuela tornou-se um quintal de Fidel Castro, com o aval de um venezuelano traidor: Chávez. O socialismo do século XXI é outro que afogou a população, enquanto os líderes tinham contas bilionárias no HSBC suíço, conforme demonstrou o documento do chamado “Swiss Leaks”. A economia de nosso vizinho ultrapassou o fundo do poço, com as recentes quedas do preço do barril do petróleo, desmascarando os últimos centímetros do regime chavista. As filas para compras de artigos básicos nos supermercados são gigantes, só não falta uísque na despensa do Palácio de Miraflores, sede do governo venezuelano. 

Os fãs de Karl Marx não desistem. Enquanto houver um sujeito tentando implementar qualquer coisa similar ao comunismo, não poderá haver trégua, é preciso que se desmascare todos os populistas. Como todo adepto da ideologia, não demorou muito até o regime chavista começar a rotular opositores, já que, com o adjetivo dado, fica mais fácil matar, prender e sequestrar. A História nos ensina que sempre foi assim. É golpista, não tem problema prender. É pró-EUA, dê um tiro em sua cabeça. É contra o nosso governo, diga que é contra o povo e sequestre-o. Totalmente previsível, notadamente desprezível. E temos, como país que deveria liderar o Cone Sul, que ficar observando o PT aplaudindo a prisão de oposicionistas, o PT sendo cúmplice de cada bala perdida (ou seria encontrada?) nos protestos. Temos, a cada dia mais, a noção exata de que somos governados por bandidos, da pior espécie. 

 

Leia nosso texto sobre a prisão de Ledezma: A prisão de mais um oposicionista na Venezuela e o silêncio da esquerda no Brasil.