Graças ao governo, não. Apesar dele.

0
1110

Nos rádios, na televisão e na internet tenho ouvido as propagandas desesperadas e de terrorismo psicológico sutil sobre o Bolsa Família: “nos últimos anos, graças (atentem-se ao graças) ao Bolsa Família, do governo federal, milhões de famílias…e graças ao programa você pode isso e aquilo”.

Serei repetitivo: nenhum governo, de nenhuma época e de nenhum país deste planeta ou do universo, pode usar para seus cidadãos a palavra “graças”. É mentiroso. Tinham sempre de usar a palavra “apesar”.

“Nos últimos anos, apesar do governo, apesar do PT, apesar da roubalheira, apesar dos impostos, apesar da burocracia, apesar dos bilhões para outros países, apesar de nós, governo, várias pessoas, verdadeiros heróis da sobrevivência, conseguiram melhorar de vida”

E de onde vem o dinheiro para o Bolsa Família? Dos impostos pagos pelos brasileiros, beneficiários ou não do programa. Ou seja: é como se você pegasse 100 reais, desse na mão do seu síndico, ele te devolvesse 40 reais e criasse um slogan: “este é o Bolsa Condômino e graças a ele você pôde comprar um botijão de gás, de nada!”.

Então, nem Bolsa Família e nem ação alguma que o governo tente jogar na sua cara, é verdadeiro. Tudo vem do pagador de impostos — miserável ou bilionário — e volta, com nomes chiques e muito menos valor, para os próprios pagadores de impostos. Quando volta.